Calor excessivo e sobrecarga da rede fazem energia oscilar em regiões de Campo Grande

Campo Grande bateu recorde de calor nesta segunda-feira (23), com máxima de 34,4°C, o que tem impactado não só na sensação térmica da população, como também na rede de energia elétrica. Com o calor e o uso mais intenso de aparelhos de ar condicionado, regiões de Campo Grande apresentam oscilação de energia.

Na sede do Jornal Midiamax, localizada na região central de Campo Grande, a energia elétrica começou oscilar por volta das 14h. A situação se estende por todas as empresas da região, causando desligamento de aparelhos de ar condicionado e computadores, por exemplo.

De acordo com a Energia, o excesso de consumo provoca a sobrecarga da rede de energia elétrica e as consequentes quedas de energia. Aliado a isso, temporal recente derrubou diversas árvores, afetando a rede elétrica e os consumidores.

Consumo recorde de energia

A primeira onda de energia do ano, fez o uso de energia elétrica atingir patamares nunca antes vistos em Mato Grosso do Sul. Segundo a Energisa, nos dias 21, 25 e 26 de setembro, o Estado bateu recorde de consumo, os índices mais altos já computados pela companhia.

No dia 21, primeiro grande pico, o consumo chegou a 1.248 watts por hora. O recorde foi batido quatro dias depois, quando no dia 25 a empresa registrou uso diário de 1.395 watts por hora. No dia seguinte, 26 de agosto, uma nova elevação: 1.403 watts por hora.

Botão Voltar ao topo