Cesta básica apresenta queda de 2,43% nos preços em março

O custo da cesta básica diminuiu quase 3% no mês de março em Campo Grande, segundo dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), divulgados nesta quinta-feira (4). Das 17 capitais analisadas, apenas outras três apresentaram redução nos preços.

Segundo o Departamento, a cesta custou R$ 730, sendo que para uma família com quatro pessoas adultas, o cálculo chegou a R$ 2.190. Para conseguir esse valor, o trabalhador teve jornada de quase 114 horas trabalhadas, ou seja, 55,89% do que recebeu foi para alimentação.

Dos 13 produtos listados, o tomate, a manteiga e a caixinha de leite foram os itens que apresentaram aumento nos preços, chegando a 3,09%; 3,04% e 2,48% respectivamente. O preço médio desses itens reflete essa trajetória moderada, comparando ao ano passado, onde o leite passou de R$ 5,72 para R$ 5,34 e a manteiga passou de R$ 13,06 para R$ 13,48 nesse ano.

A carne bovina registrou retração de 8,54%. Com preço médio de R$ 38,66 o quilo, registrado em março de 2023, a proteína apresentou custo de R$ 35,36 em média, para o mesmo mês de 2024.

Vilã da cesta básica no começo do ano, após altas causadas pelo excesso de chuvas, a batata teve queda de 24%. A redução pode ser explicada pelo aumento da oferta, causado pelo atraso no plantio, devido ao excesso de chuvas. Depois, com a diminuição das chuvas, houve melhora na produtividade.

Por fim, a produtos seguiram em diminuição dos preços: banana com 6,25%, arroz -5,46%, feijão carioquinha -4,60%, açúcar cristal -2,54%, óleo de soja -2,37%, farinha de trigo -2,24%, pão francês -0,19% e café em pó -0,19%.

Botão Voltar ao topo