Intoxicação na BMW: Customização de escapamento pode ter causado morte de 4 jovens

A principal linha de investigação da  Civil de Santa Catarina é que a customização do escapamento da BMW causou intoxicação e morte de quatro jovens, encontrados sem vida dentro do carro, na manhã desta segunda-feira (1º), em Balneário Camburiú.

Parente de uma das  disse à polícia que o carro passou por customização recente e a suspeita é que tenha havido uma perfuração no sistema de escapamento, o que gerou liberação de monóxido de carbono para dentro do veículo.

Isso fez com que os jovens fossem intoxicados, inicialmente sentindo náuseas, tontura e sonolência. Uma quinta jovem, que também estava no carro passou mal, mas sobreviveu porque não ficou tanto tempo no veículo.

Os quatro jovens de 16, 19, 21 e 24 anos eram de  e moravam há cerca de 1 ano em Santa Catarina. A quinta jovem estava chegando de viagem e todos foram buscá-la na rodoviária de Balneário.

Antes de buscar a amiga, os jovens comeram um cachorro quente na praia e inicialmente, segundo relatos da quinta jovem, pensaram estar com mal estar gastrointestinal. Todos decidiram descansar dentro do carro, no estacionamento da rodoviária.

O veículo ficou ligado com o ar condicionado em funcionamento, o que contribuiu para a intoxicação. A quinta jovem só percebeu que os amigos estavam sem vida por volta das 7 horas desta segunda, quando acionou o socorro.

Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentaram a reanimação dos quatro por cerca de 40 minutos, mas nenhum deles sobreviveu.

A BMW passará por perícia, mas a Polícia Civil acredita que a customização recente no carro tenha causado a perfuração que levou o monóxido para dentro do veículo. O caso segue em investigação.

O veículo ficou ligado com o ar condicionado em funcionamento, o que contribuiu para a intoxicação. A quinta jovem só percebeu que os amigos estavam sem vida por volta das 7 horas desta segunda, quando acionou o socorro.

Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentaram a reanimação dos quatro por cerca de 40 minutos, mas nenhum deles sobreviveu.

A BMW passará por perícia, mas a Polícia Civil acredita que a customização recente no carro tenha causado a perfuração que levou o monóxido para dentro do veículo. O caso segue em investigação.

Botão Voltar ao topo