Marido do governador do RS sai em sua defesa após comentário sobre doações

O médico pediatra e marido de Eduardo Leite (PSDB), Thalis Bolzan, defendeu o governador do Rio Grande do Sul após uma declaração que rendeu críticas. Em suas redes sociais, Bolzan publicou o pedido de desculpas de Leite, que havia afirmado estar preocupado com o “reerguimento” do comércio local diante do volume de doações. Na legenda da publicação, o médico escreveu: “Não conheço ser humano maior que ele”.

Na terça-feira, em entrevista à Rádio Band News FM, Leite havia afirmadoque “o reerguimento do comércio fica dificultado na medida em que você tem uma série de itens que estão vindo de outros lugares do país”.

No vídeo compartilhado por Thalis Bolzan, Eduardo Leite se retrata e diz que misturou a questão das doações:

— Antes de mais nada, meu agradecimento a todos pela gigantesca mobilização e solidariedade a favor do povo gaúcho. Em nenhum momento eu tive a menor intenção de inibir ou desprezar as inúmeras doações que o Brasil e o mundo estão fazendo para ajudar nosso Rio Grande do Sul numa grande reconstrução. Entre tantas preocupações que a tragédia nos traz, traz também a situação dos nossos pequenos comerciantes. As últimas semanas têm sido brutais para todos nós, e ninguém está livre de errar. Portanto, meu mais sincero pedido de desculpas pela confusão que possa ter causado no entendimento de algumas pessoas.

Vídeo: Eduardo Leite é criticado por alegar ‘impacto’ do ‘grande volume de doações’ no comércio do RS

‘Não tive a intenção de inibir ou desprezar’: Eduardo Leite pede desculpas após comentário sobre doações ao RS.

O governador e o médico assinaram união estável no final de 2023. Leite foi o primeiro governador do país a se assumir homossexual e desde o momento em que foi à público para falar sobre sua orientação sexual, em julho de 2021, o tucano assumiu o namoro com Thalis. À época, a declaração foi dada em entrevista ao “Conversa do Bial”.

Chamado de “primeiro-cavalheiro” do Rio Grande do Sul, Thalis Bolzan, de 31 anos, é natural do Espírito Santo.

Botão Voltar ao topo