Primeiro Emplacamento Digital: em dez dias, Detran de MS já realiza 52 processos pelo portal

O primeiro emplacamento digital gratuito está entre os mais recentes serviços lançados pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Do dia 14 a 25 de março, a Diretoria de Registro e Controle de Veículos (Dirve) validou 52 emplacamentos solicitados pelo Portal de Serviços Meu Detran.

O novo serviço reduz a burocracia e facilita a vida do cidadão no processo de emissão de documentos CRLV e da Autorização para a Estampagem de placa para veículo zero quilômetro. O serviço está disponível para qualquer cidadão que possua conta nível prata ou ouro no Gov.br, e pode ser solicitado no portal de serviços Meu Detran, na aba “Veículos”. Rolando a barra, na lateral esquerda, basta procurar por “Primeiro Emplacamento”, que dará as opções para iniciar uma nova solicitação ou consultar o andamento de um pedido já realizado.

“O Detran-MS é uma referência em serviços digitais que facilitam a vida do cidadão. Com o Primeiro Emplacamento Digital é possível fazer tudo pelo computador, emitir o CRLV-e e ir direto a uma das estampadoras credenciadas adquirir a placa. Facilidade e economia de tempo, são as maiores vantagens nesse novo serviço”, afirma a Diretora de Registro e Controle de Veículos, Priscilla Rezende.

Um dos critérios para pedir o primeiro emplacamento digital é possuir conta no GOV.BR pois a assinatura do documento será eletrônica. Outro ponto fundamental, é que apenas o proprietário pode realizar a solicitação de Primeiro Emplacamento pelo site do Detran-MS. Vale ressaltar que ao pedir o emplacamento pelo Portal Meu Detran não existe a possibilidade de realizar escolha de placa.

Como pedir o Primeiro Emplacamento de Veículo?

No Portal de Serviços Meu Detran a solicitação de primeiro emplacamento é composta de algumas etapas: confirmação de pré-cadastro, informação do proprietário, validação de protocolo, emissão de guia, assinatura de processo CGV (Cadastro Geral de Veículos) via GOV.BR, e finaliza o processo com o anexo de documentos.

Ao escolher a opção nova solicitação, o cidadão precisará incluir informações referentes ao chassi do veículo, número da Nota Fiscal Eletrônica (NFE), e chave de acesso. Vale lembrar que todas essas informações estarão na nota fiscal do veículo. O próximo passo é a conferência das informações, seguido de documento oficial, e endereço residencial que consta no cadastro. “É fundamental que o endereço de e-mail esteja correto, pois toda comunicação será realizada via e-mail”, explica Rezende.

Após validação do protocolo recebido no e-mail, será gerada a guia de pagamento, sendo obrigatório a visualização para dar continuidade. Na próxima etapa o proprietário faz o download do CGV, e automaticamente será direcionado para o GOV.BR para que seja feita a assinatura digital do documento.

De volta na página logada do Meu Detran, será necessário anexar documentos de identificação do proprietário, a nota fiscal do veículo, e o CGV assinado digitalmente. Ao concluir, o Detran recebe as informações digitalmente, valida as informações, e o cliente será notificado por e-mail da disponibilidade do documento e da autorização de estampagem que poderá ser feita em qualquer estampadora credenciada do Detran-MS.

Confira o vídeo explicativo no link: https://youtu.be/O-VWeGFMimE?si=DJvEtGOMG1iLYlq0

Botão Voltar ao topo