Projeto contribui com ação em prol do Hospital de Esperança

Em iniciativa concomitante ao Programa Unoeste Sustentável e associada à campanha Lacres e Tampinhas de Esperança, projeto de extensão realizado junto à sua comunidade acadêmica, a Unoeste arrecadou neste segundo semestre mais de 83 kg de produtos recicláveis. São tampinhas de garrafa pet, de garrafas de cervejas e refrigerantes, além de lacres de alumínio e blisters (cartelas de comprimidos). Esses materiais foram comercializados como produtos recicláveis e o dinheiro obtido destinado ao Hospital de Esperança.

Inclusive a última entrega do ano ao hospital oncológico – sendo a 9ª da campanha que é encabeçada pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) – ocorreu na manhã desta quinta-feira (14) com a participação da diretoria do hospital, representantes da estatal, da Câmara Municipal e de diversos órgãos e ONGs da sociedade civil organizada. Na ocasião, além da entrega dos dois cheques que foram entregues pela Sabesp e totalizaram a quantia de R$ 5.437,00 –, a ONG Rede Amor e Esperança também fez um PIX ao HE no valor de R$ 3.950,00 que foi conseguido com a venda dos blisters arrecadados pela ONG que tem à frente Eudes Elias da Silva. Ao todo o hospital recebeu a quantia de R$ 9.387,00, recurso oriundo dos materiais recicláveis.

Representando a diretoria do hospital, o diretor-tesoureiro do HE, José Aparecido Novais Filho foi quem recebeu os valores das mãos de Lairto Gomes, responsável pelo Departamento Administrativo e Financeiro da Sabesp. Representando a Unoeste, marcaram presença na entrega a coordenadora da comissão gestora do Plano de Logística Sustentável da Unoeste, a professora doutora Alba Regina Azevedo Arana; o coordenador do Programa Unoeste + Cultura, professor Josué Pantaleão, que inclusive presentou o HE com uma tela que pintou em tempo real representando Jesus Cristo; e os alunos do Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional diretamente envolvidos na empreitada.

Todo o trabalho da campanha Lacres e Tampinhas de Esperança dentro da Unoeste contou com o envolvimento dos alunos que fazem parte do programa, sendo eles Bruno Melo, do doutorado e as alunas do mestrado Matilde Barga, Noemi Dias, Pollyana Shimada e Samara Gusman. O material arrecadado dentro da universidade foi depositado pela comunidade acadêmica em caixinhas instaladas em pontos estratégicos. Esse material é vendido a cada seis meses, como está ocorrendo pela primeira vez neste segundo semestre de 2023. A venda ocorre junto com a arrecadação regional pela Sabesp que busca na Unoeste o que foi coletado.

A ação universitária arrecadou 27,55 kg de tampinhas plásticas, 22,23 kg de blisters, 15,7 kg de lacres e 5,65 kg de tampinhas de metal. Bruno comenta que o suporte da equipe da Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext) está sendo fundamental para o projeto, através da coordenadora geral de ações extensivas Cidinha Martinês, juntamente com Richard Nazaré e Josué Pantaleão.

Lacres e Tampinhas de Esperança

Com essa arrecadação de materiais recicláveis, da qual a Unoeste é parceira, a campanha da Sabesp já destinou mais de R$ 35 mil para o Hospital de Esperança, promovendo além do cuidado com o meio ambiente, a compra de insumos para pacientes com câncer. O projeto foi iniciado em janeiro de 2021 e já arrecadou mais de 18 toneladas de materiais recicláveis. Além da Unoeste, o projeto conta com a parceria de diversas esferas da sociedade civil: cidadãos, órgãos públicos, grupos de voluntários, organizações de toda região e outras instituições de ensino. Todos podem colaborar por meio do descarte correto dos resíduos. Basta entregar nos pontos de coleta disponíveis.

 

Botão Voltar ao topo